Buscar

Aromaterapia e COVID-19: óleos essenciais podem ser úteis neste momento? (bônus: +50 artigos cient.)

Atualizado: 24 de Mar de 2020



SOBRE ÓLEOS ESSENCIAIS IMUNOESTIMULANTES E ANTIVIRAIS

Não faltam artigos científicos. De todos os tipos, tamanhos, métodos, países, datas... Basta procurar. Quem diz que óleos essenciais não possuem evidências científicas que sustentem seus usos simplesmente nunca estudou essas substâncias. Desconfie da credibilidade de qualquer profissional que afirme não haver fundamentação científica na prática da Aromaterapia.


Dito isso, destacamos aqui por seus nomes populares os seguintes OEs: Alecrim (cineol), Manuka, Melaleuca, Laranja doce, Limão, Louro, Orégano, Tomilho (timol), Eucalipto globulus e radiata, Canela casca e folhas, Cravo botão e folhas, Pinheiro sylvestre, Hortelã-verde.


Estes óleos essenciais são amplamente conhecidos por sua capacidade de estimular a resposta imune. Por exemplo: Eucalipto induz a ativação funcional e morfológica de macrófagos, as moléculas Carvona e D-Limoneno podem aumentar o número total de glóbulos brancos e estimular a produção de anticorpos no baço e medula óssea, o Orégano estimula algumas células imunes, como CD4 e CD8... Estes são apenas alguns exemplos, existem muitas formas de os OEs estimularem nossas defesas naturais.


Além de imunoestimulantes, os OEs carregam moléculas com poderes antivirais, bactericidas, anti-inflamatórios, dentre outros, que atuam oferecendo numerosos benefícios a quem os utiliza para uma recuperação da saúde.


Neste momento em que este post foi escrito, o vírus COVID-19 representa uma das maiores ameaças à saúde da população mundial, pela rápida velocidade com que lota as emergências dos hospitais.


CORONA VÍRUS É COISA SÉRIA!


Antes de prosseguirmos, cuidado ao subestimar esse vírus, pois ele tem se apresentado um desafio mortal para o mundo. Você quer saber se existe alguma forma REAL, RESPONSÁVEL, de a Aromaterapia ajudar nesse momento? Sim, existe, mas novamente alertamos: cuidado!


Selecionamos alguns estudos interessantes (+de 50!!!) que dão suporte à possibilidade de certos componentes moleculares naturais ajudarem neste momento, todavia, que fique claro, este conteúdo NÃO É PARA INDICAR USO NEM FORMULAR TRATAMENTO!


Nosso intuito é colaborar com PESQUISAS sobre SARS/COVID19 e certas plantas que podem ser úteis em algumas situações.


O COVID19 chegou preocupando todo mundo e com razão, é uma doença de se espalha fácil, rapidamente, e mata quem estiver com a saúde frágil, especialmente por mandar todo mundo para a intubação de uma só vez.


Essa é a 7ª variação conhecida do corona e é bastante agressiva, bem mais que as anteriores, registradas especialmente em 2002 e 2012. Das 6 variações conhecidas até então, 4 são relacionadas a uma gripe comum e 2 a condições bem mais graves, conhecidas por SARS e MERS. Essa nova mutação da SARS (COVID-19) já levou a óbito mais de 15.000 pessoas até agora (enquanto a versão anterior, apesar de mais agressiva, matou por volta de 1000 pessoas).


GRUPOS DE RISCO: Na Itália aparentemente (nada conclusivo) o uso de Ibuprofeno e outros anti-inflamatórios não-esteroides por idosos pode ter levado a quadros infecciosos piores, uma vez que a proteína S da "coroa" do COVID19 se liga à enzima ACE2 (ou ECA2). Foi formulada, em estudo publicado na renomada revista LANCET, a hipótese de que uma maior disponibilidade dessa enzima facilitaria a entrada do vírus, aumentando a carga viral à qual uma pessoa é exposta, o que poderia levar a quadros mais graves das infecções que o corona provoca.


O Ibuprofeno inibe a enzima ACE, mas não inibe a ACE2, de forma que, ao inibir a ACE, uma maior quantidade de ACE2 fica disponível. É possível que pacientes diabéticos, hipertensos, entre outros grupos que fazem uso de anti-inflamatórios não-esteroides na Itália tenham desenvolvido casos mais graves com o corona.


MAS E A AROMATERAPIA?


Na Aromaterapia, temos alguns óleos que podem ser utilizados como apoio terapêutico, uma vez que não há ainda comprovação científica de sua atuação específica contra essa variedade do Corona.