Buscar

Moléculas de OEs influenciam a quantidade de chuva das florestas?


Teorias e evidências indicam que árvores e outras vegetações influenciam o ciclo hídrico atmosférico de várias maneiras. Embora exista pouca dúvida de que as mudanças na cobertura das árvores impactam o ciclo da água, as consequências mais amplas ainda são difíceis de prever.

No entanto, como as florestas são vulneráveis ​​às atividades humanas, esses aspectos vinculados ao ciclo da água também estão em risco e as consequências potenciais da perda de florestas em larga escala são graves!!!!

Um trabalho científico escrito por Douglas Sheil1 revisa esse conhecimento acerca das relações que existem entre cobertura vegetal e clima, com foco em florestas e chuva.

E o que esse trabalho científico tem a ver com óleos essenciais? Bom, o autor descreve a importâncias dos compostos orgânicos voláteis (COV) na atmosfera e OEs são compostos orgânicos voláteis produzidos pelas plantas...

Estes compostos voláteis são encontrados em grande concentração nas florestas, como o isopreno (base dos terpenóides) encontrado em maior concentração quando as plantas estão estressadas pelo calor. Outra molécula, o pineno, já foi encontrado em abundância durante o verão em florestas de clima temperado que contêm grande quantidade de coníferas. 

Acredita-se que o isopreno tem a habilidade de aumentar a quantidade de nuvens durante o período de estresse térmico, diminuindo a temperatura e, possivelmente, estimulando a chuva.

Árvores e florestas não são a única fonte de aerossóis biológicos naturais. Os organismos marinhos emitem vários COVs na atmosfera, incluindo isopreno e monoterpenos. Atenção especial foi dada ao sulfureto de dimetil, um composto emitido por vários corais de fitoplâncton e recifes, especialmente quando estão estressados. Esse composto volátil oxida para gerar ácido sulfúrico na atmosfera e acredita-se que desempenhe um papel na condensação e formação de nuvens. 

Pois é, parece que estes compostos voláteis das plantas são mais importantes do que a gente imagina para a sobrevivência das florestas!

E você, já tinha escutado falar sobre a capacidade destas moléculas de influenciar o ambiente das florestas? Curta, compartilhe e guarde para reler depois!

1Referência: Sheil, D. Forests, atmospheric water and an uncertain future: the new biology of the global water cycle. Forest Ecosystem. Vol. 5, n.19, 2018.

Texto escrito por: Jessica C. Bergmann – Aromaterapeuta, Bióloga, Criadora de Conteúdo da Apotecários da Floresta.

#apotecariosdafloresta #aromaterapia #aromatologia #oleosessenciais #medicinanatural #plantasmedicinais #herbalismo

0 visualização
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • WhatsApp

contato @apotecariosdafloresta.com