Buscar

Precisamos falar sobre a Amazônia! E suas moléculas voláteis




Dia 05 de setembro foi o Dia da Amazônia e não poderíamos deixar passar a data sem falar um pouco sobre a importância da floresta para o ecossistema como um todo. Se vivemos e respiramos, é porque as florestas existem! E que tal relacionar a sua importância com os compostos orgânicos voláteis biogênicos (BVOCs)?

Os BVOCs desempenham papéis importantes nos níveis celular, foliar, do ecossistema e atmosférico. A floresta amazônica representa uma das maiores fontes globais de BVOCs, portanto seu estudo é essencial para o entendimento da dinâmica do BVOC.

Uma revisão foi realizada com as informações atuais sobre BVOCs amazônicos, interações ecológicas, impactos atmosféricos, processos de deposição e modificações na dinâmica de BVOCs devido a mudanças no clima e cobertura da terra.

O impacto dos BVOCs da Amazônia na química atmosférica é altamente dinâmico, com fortes características diárias e sazonais. As vastas emissões de BVOCs reativos, em combinação com altas emissões de outros gases, insolação, alta temperatura e umidade e altas concentrações de OH tornam a atmosfera amazônica um fotorreator tropical. Os BVOCs emitidos para a atmosfera amazônica são rapidamente oxidados por radicais OH durante o dia e mais lentamente por ozônio, ou por radicais NO3 à noite. Alguns dos BVOCs emitidos são muito reativos, como isopreno para OH e sesquiterpenos para O3 (ozônio). O isopreno, em particular, pode esgotar as concentrações tropicais de OH, afetando indiretamente a oxidação do BVOC e a vida útil dos gases relevantes para o clima, como o metano.

Isoprenos são os compostos mais emitidos pelas florestas, seguido de outro isoprenóides como monoterpenos, sesquiterpenos e até alguns diterpenos liberados não só pelas plantas, como pelos microrganismos presentes no solo e que são responsáveis pela decomposição de toda a matéria orgânica.

Uma tendência decrescente de isopreno durante a estação chuvosa, provavelmente devido à perda de biomassa da floresta, e uma tendência crescente da razão sesquiterpeno para isopreno durante a estação seca, sugere aumento das emissões induzidas por estresse de temperatura devido a mudança climática.

Essa revisão sugere que o aquecimento e aumento da estação seca, combinado com taxa de desmatamento, é e será o mais determinante no destino dos BVOCs na Amazônia (tanto para química quanto para física), impactando o forçamento radiativo da atmosfera e o ciclo hidrológico. O desmatamento é uma grande ameaça à Amazônia, com 10.000 km2 entre o período de 2018 e julho de 2019, a maior perda anual desde 2008. Mesmo os cenários climáticos mais otimistas, onde políticas de proteção florestal são implementadas, prevêem um desmatamento substancial na Amazônia. Esta tendência indica uma grande perda de biomassa florestal, potencialmente atingindo níveis limiares com difícil recuperação. Essa perda afetará não apenas os ciclos tropical e aquático, mas também a troca de BVOC entre a superfície e a atmosfera. Ações como a restauração florestal em grande escala e a promoção de serviços prestados pelos ecossistemas amazônicos podem, portanto, ajudar a mitigar esses impactos de ação, assim, delinearão também o futuro dos BVOCs na Amazônia.

Quer aprender mais sobre as moléculas voláteis e sua ação no ambiente e como influencia o nosso corpo e mente? As inscrições para o próximo curso de formação em Aromaterapia Online vão abrir em breve! Venha estudar e aprender com a gente!

SOMOS GRATOS PELA VISITA!

Referência: Yánez-Serrano, A.M.; Bourtsoukidis, E.; Alves, E.G.; Bauwens, M.; Stavrakou, T.; Llusia, J.; Filella, I.; Guenther, A.; Williams, J.; Artaxo, P.; Sindelarova, K.; Doubalova, J.; Kesselmeier, J.; Peñuelas, J. Amazonian Biogenic Volatile Organic Compounds under Global Change. Global Change Biology, vol. 26, n.9, 2020.

Disponível em: https://doi.org/10.1111/gcb.15185

Texto escrito por: Jessica C. Bergmann – Aromaterapeuta, Bióloga, Professora e Criadora de Conteúdo da Apotecários da Floresta, Proprietária da @ser.elementar

#apotecariosdafloresta #aromaterapia #aromatologia #oleosessenciais #medicinanatural #plantasmedicinais

0 visualização
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • WhatsApp

contato @apotecariosdafloresta.com